revista helisul

Expansão: frota de aeronaves da Helisul cresce 10% para atender ao mercado

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

A frota de helicópteros da Helisul Aviação, aumentou em 10% nos últimos 12 meses, para dar suporte ao crescimento da demanda de mercado no segmento de serviços aéreos especializados, uma das maiores expertises da Helisul, que conta hoje com uma frota de 54 aeronaves, sendo 47 Helicópteros e 7 aviões.

 

Mesmo num período de crise econômica e sanitária que assola todo o mundo, a Helisul adquiriu mais quatro helicópteros, sendo dois fabricados pela Airbus Helicopters e dois pela Leonardo Helicopters, todos destinados a contratos de serviços aéreos especializados fechados em 2021. “Isso é resultado da excelência dos serviços prestados pela empresa, cuja frota está operando em todo o Brasil”, afirma o superintendente operacional da Helisul, Bruno Biesuz.

 

O executivo destaca que a empresa cresce uma média de 10% todos os anos e não foi diferente mesmo neste período de pandemia, quando os helicópteros estão sendo bastante demandados e prestando serviços de grande importância para o país. “As aeronaves têm sido usadas nas operações aeromédicas, no suporte ao transporte de vacinas e na remoção de pacientes”, destaca. 

 

Da mesma forma, os serviços aéreos especializados dão suporte à construção de infraestrutura, que, como lembra Biesuz, não parou no Brasil mesmo quando a crise pandêmica estava mais elevada. “Realmente o helicóptero é essencial para trabalhos como o de construção de linhas de transmissão e de infraestrutura em locais de difícil acesso. O Brasil é um país continental e tem muito ainda a ser construído na parte de infraestrutura básica, fazendo com que a demanda por helicópteros seja crescente”, analisa.

 

A excelência na prestação de serviços da Helisul contribui para este incremento da frota da companhia. “A empresa presta um serviço primoroso no mercado. O Brasil tem deficiência em prestação de serviço e na Helisul um dos valores da empresa é a excelência. Com isso, temos aumentado ano após ano os números de contratos e de funcionários. Hoje, são mais de 500 colaboradores, eram 300 em 2015.”

 

Modelos escolhidos a dedo 

 

Os quatro novos helicópteros da Helisul foram adquiridos no mercado internacional, já com o compromisso de atenderem a contratos de serviços aéreos especializados. Eles chegaram dos Estados Unidos, da Noruega e do México. Alguns vieram voando e outros foram transportados parcialmente desmontados em cargueiros aéreos. Foram selecionados dois modelos AW119MK2, da Leonardo; além de um H130-T2 e um AS350B3+, da Airbus Helicopters.

 

Do Brasil, as aeronaves são selecionadas por meio de sites especializados. É possível filtrar por ano de fabricação, configuração, acessórios, modelo, horas de voo acumuladas, assim como são avaliadas as partes e componentes que precisam ser renovados. “Fazemos a pré-seleção e depois, através de uma inspeção de pré-compra, auditamos a aeronave fisicamente, para conferir todo o programa de manutenção, analisar todo o histórico de manutenção e documentação técnica quanto ao rígido cumprimento das publicações dos respectivos fabricantes e das agências reguladoras de aviação civil no país de origem. Tudo isso para que a aeronave, assim que chegar ao Brasil, possa ser aprovada pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para receber o certificado de aeronavegabilidade, e possa ser engajada na frota operativa da empresa. Dentre esses itens analisados, a rastreabilidade da documentação técnica, a performance operacional da aeronave e o desempenho dos motores são itens de grande importância”, detalha o superintendente da Helisul. 

 

Com auxílio de uma empresa especializada, foi possível realizar todo o trâmite de compra das aeronaves à distância com total segurança. Após envio de relatórios e aprovação, a compra de cada um dos helicópteros é efetivada. Chegada a hora de transportar a aeronave para o Brasil, é preciso analisar com cuidado a forma de importação para definir se traz voando ou semi desmontado via carga marítima ou aérea. Naturalmente, o local onde está a aeronave comprada, a urgência e os custos são os fatores que mais pesam nesta decisão.

 

“Se está em uma região não tão distante do Brasil, é possível trazer o helicóptero voando. Dos Estados Unidos e do México trouxemos assim, depois de obter a autorização de translado com a ANAC”, conta. 

 

Da Noruega, por sua vez, a aeronave precisou ser importada como carga aérea. Nesse caso, o helicóptero foi desmontado o suficiente para poder ser transportado. “Assim que liberado na alfândega, trouxemos para a base Bacacheri, remontamos e recertificamos.” 

 

Se necessário, é feita a customização do aparelho. Foi o caso do helicóptero que chegou mais recentemente. “Ele era vermelho. Montamos, instalamos diversos acessórios exigidos contratualmente e estamos agora colocando as cores do cliente”, revela Biesuz. O último passo é enviar a documentação atualizada para a Anac, para que seja aprovada pela Agência e liberada para voar. Tudo isso é possível graças à excelente equipe de manutenção da Helisul, com mais de 100 funcionários, altamente treinada e sempre pronta para suportar com dedicação toda a frota da Helisul e de diversos clientes que trazem seus helicópteros para a manutenção na empresa”, destaca Biesuz.

 

+ 0
AERONAVES
+ 0
COLABORADORES
+ 0
BASES PELO BRASIL

COM Nº 7901-01/ANAC | COA Nº 2003-04-0CEO-01-02

© Copyright 2021  – Helisul Aviação todos os direitos reservados